São Paulo Cia. de Teatro Heliópolis coloca em cena as duas faces da justiça em (IN)JUSTIÇA (SP)

Postado por : Verbena Comunicação

Informações

A Companhia de Teatro Heliópolis estreia sua nova montagem, (IN)JUSTIÇA, com direção de Miguel Rocha, fundador e diretor do grupo, e texto de Evill Rebouças, criado em processo colaborativo com a Companhia.

 
(IN)JUSTIÇA é um ensaio cênico, guiado pela indagação ‘o que os veredictos não revelam?’, que reflete sobre aspectos do sistema jurídico brasileiro. Para tanto, conta a história do jovem Cerol que, involuntariamente, pratica um crime. A partir daí, surgem diversas concepções sobre o que é justiça, seja a praticada pelo judiciário ou aquela sentenciada pela sociedade.
 
Permeado por imagens-sínteses (característica da Companhia de Teatro Heliópolis) e explorando a performance corporal, o espetáculo coloca em cena a complexidade da justiça no país, deixando a plateia na posição de júri em um tribunal. O embate entre os dois lados da justiça - da vítima e do criminoso - se estabelece em um jogo contundente que expõe com originalidade a crua realidade dos jovens pobres e negros. A música ao vivo confere ainda mais densidade poética ao ‘relato’, que foge de qualquer abordagem clichê.
 
A história de Cerol é contada de forma não linear. Exímio empinador de pipas, ele vive com sua avó, pois a mãe morreu no parto e o pai, assassinado. Depois de uma briga por conta do alto volume da música na vizinhança, Cerol foge e acaba disparando involuntariamente um tiro em uma mulher, que morre em seguida. Ele acaba preso e é submetido ao julgamento da lei e da sociedade.Com base nesse argumento, a Companhia de Teatro Heliópolis discute direitos humanos à luz da Constituição Nacional. A encenação recupera também a ancestralidade brasileira em passagens ritualísticas. “Queremos pensar o homem negro e a justiça, desde a nossa origem até os dias de hoje”, afirma o diretor Miguel Rocha.
 
FICHA TÉCNICA
Encenação: Miguel Rocha. Texto: Evill Rebouças (em processo colaborativo com a Cia de Teatro Heliópolis). Elenco: Alex Mendes, Cícero Junior, Dalma Régia, Danyel Freitas, David Guimarães, Gustavo Rocha, Karlla Queiroz e Walmir Bess. Cenografia/instalação: Marcelo Denny. Figurino: Samara Costa. Iluminação: Fagner Lourenço e Miguel Rocha. Músicos: Amanda Abá (violoncelo e violino), Bel Borges (violão e percussão) e Fernanda Broggi (percussão). Provocadores: Maria Fernanda Vomero, Alexandre Mate e Marcelo Denny. Direção de movimento: Lúcia Kakazu e Miguel Rocha. Coreografia: Camila Bronizeski, Lucia Kakazu e Miguel Rocha. Oficinas: Camila Bronizeski, Thiago Cuimar, Meno Del Picchia, Bel Borges e Luciano Mendes de Jesus. Operação de luz: Fagner Lourenço e Viviane Santos. Operação de som e sonoplastia: Giovani Bressanin. Mesas de debates: Viviane Mosé, Gustavo Roberto Costa, Ana Lúcia Pastore, Cristiano Burlan e Maria Fernanda Vomero (mediação). Comentador convidado: Bruno Paes Manso. Direção de produção: Dalma Régia. Produção executiva: Elaine Vital Marciano. Assessoria de imprensa: Eliane Verbena. Realização: Companhia de Teatro Heliópolis. Apoio: Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.


SERVIÇO
Espetáculo: (IN)JUSTIÇA
Temporada: 25 de janeiro a 19 de maio
Horários: sextas e sábados (às 20h) e domingos (às 19 horas)
Ingressos: Pague quanto puder (bilheteria: 1h antes das sessões) 90 minutos.
Gênero: Experimental / Ensaio cênico. Classificação: 14 anos
Casa de Teatro Maria José de Carvalho
Rua Silva Bueno, 1533. Ipiranga/SP.
Tel: (11) 2060-0318 60 lugares. Não possui acessibilidade.
Não possui estacionamento.
https://www.facebook.com/companhiadeteatro.heliopolis/

Data da publicação: 14/01/2019
Desconto: 0.00%
Informações de contato:
,
verbena@verbena.com.br
11 2738 3209