Teatros de Nova York reabrem para receber manifestantes de protestos antirracismo

Compartilhar :  

Postado em: 08 / 06 / 2020 [09:15 am]

Os teatros de Nova York estão fechados desde março devido a pandemia casada pelo novo coronavírus, porém, nos últimos dias, alguns espaços reabriram por um motivo nobre. Apoiando as manifestações antirracismo motivada pela morte de Geroge Floyd, alguns teatros decidiram abrir as portas para que manifestantes pudessem beber água, utilizar o banheiro e carregar o celular.
 
A morte de George Floyd motivou uma série de protestos pacíficos pelos Estados Unidos e diferentes instituições artísticas estão procurando formas de apoiar os manifestantes e o movimento “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam).  Segundo divulgado pelo The New York Times, na última quarta-feira (4), vários teatros de Manhattan e do Brooklyn anunciaram que passariam a abrir seus lobbys.
 
A ideia partiu do New York Theatre Workshop, uma companhia de teatro Off-Broadway. Eles passaram a divulgar cartazes em dos seus teatros, em East Village, anunciando que abririam seu espaço e que ofereceriam suprimentos para os manifestantes.
 
O Public Theater, que precisou cancelar o festival de Shakespeare que acontece gratuitamente no Central Park todos os anos, abriu seu lobby, também em East Village, na última quarta-feira, das 14h às 18h – fechando bem antes do toque de recolher que vigorou por quase uma semana e foi suspendo pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, neste domingo (7). Shareeza Bhola, porta-voz do teatro, disse que os funcionários do local ajudaram a manter o distanciamento social.
 
Campanha “Abra Seu Lobby”
Essas atitudes motivaram a criação de uma conta no Twitter chamada “Open Your Lobby” (Abra Seu Lobby), para incentivar os teatros a receberem os manifestantes e a não permitirem a entrada da polícia por questões de segurança. Os criadores, que preferem manter o anonimato, afirmaram o seguinte através de um comunicado: “Começamos a conta porque estávamos nas ruas, percebemos que havia necessidade disso e queríamos convidar os locais que divulgassem declarações expressando seus valores para realmente cumpri-las”.
 
A campanha, aparentemente, deu certo. A companhia Off-Broadway Atlantic Theatre Company abriu seu principal teatro, em Chelsea e a Playwrights Horizons, na Times Square, abriu seu saguão na última sexta-feira (5) para as pessoas descansarem e ainda ofereceu EPI e Wi-Fi grátis. O Studio Theatre, em Washington, o IRT Theatre, em West Village, o prédio da Alliance of Resident Theatres/New York e o Irondale Center, ambos no Brooklyn, são alguns dos locais que entraram nesse movimento e estão ajudando os manifestantes.

Fonte: A Broadway É Aqui!